Serviço do Resgate está de volta a Rio das Ostras-RJ

0
234
A volta do Resgate de Rio das Ostras-RJ-Divulgação.

Um serviço que já foi referência em outros municípios e Estados está de volta em Rio das Ostras. Após aproximadamente dois anos fora de atuação, a equipe do Resgate chegou esta semana para ficar e prestar com mais força um trabalho técnico, rápido e, principalmente, humanizado à população riostrense. A boa notícia é que a equipe também foi agraciada com mais duas novas ambulâncias, equipadas para salvamentos e atendimentos de emergência na Cidade.

Apresentação da equipe de resgate-Divulgação.

A volta oficial do Resgate aconteceu na noite da última quarta-feira, dia 10, quando a equipe foi apresentada pelo prefeito Marcelino Borba, durante a Sessão Solene de Aniversário da Cidade, na Câmara Municipal. De quarta até a manhã desta sexta-feira, dia 12, já foram realizados 21 atendimentos pela equipe, que hoje conta com um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem, dois batedores (que utilizam motos) e mais dois motoristas de ambulância.

Segundo o coordenador do Resgate, Wagner Albuquerque Lima, a equipe está sendo reestruturada para atuar no Município e continuar prestando um serviço de referência e qualidade.

“A sensação é de que estamos recuperando um filho perdido. Tínhamos um trabalho reconhecido em diversos municípios e Estados e hoje termos o apoio do atual governo e secretarias municipais, com base estruturada, roupas e materiais é uma vitória. Ainda fomos agraciados com duas ambulâncias e quem vai ganhar com isso tudo é a população, pois trabalhamos para salvar vidas”, ressaltou.

Ainda de acordo com Wagner, somente no período de 2006 a 2012, o Resgate registrou uma média de 47 mil atendimentos e conseguiu reduzir em 60% o índice de mortalidade em Rio das Ostras. Hoje, o Município tem uma média diária de 8 a 10 acidentes, entre colisões e atropelamentos, mas o Resgate também presta serviços como atendimento a pacientes psiquiátricos, presos, afogamentos, mal súbito e outros, além de acolhimento às famílias.

NOVAS PERSPECTIVAS –  

O coordenador de Enfermagem do Resgate, Marcos Vinício Anchieta da Silva, também se sente gratificado com a volta ao trabalho e falou de algumas novidades, como a implantação de mais uma linha 192 para os atendimentos e também há perspectiva de montar uma Central de Ambulâncias para organizar as saídas para atendimentos e remoções de pacientes para outras cidades, que já está sendo estudado junto à Administração Municipal.

“Temos nossa base no Centro de Reabilitação, em frente ao Pronto-Socorro, mas também atuamos em pontos estratégicos da cidade para maior agilidade na locomoção durante o dia. Lidamos com a vida humana e um minuto perdido pode ser crucial. Nosso trabalho é ser útil ao próximo e somos reconhecidos nas ruas por isso. Seja a hora que for, a equipe toda estará presente”, concluiu Marcos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA