Saúde de Rio das Ostras Saiu da UTI Continua em Observação, Mas Já Respira sem a Ajuda dos “Aparelhos”!

0
631
Hospital Municipal de Rio das Ostras-RJ-Arquivo De Olho em Rio das Ostras-RJ

Em sua passagem meteórica como Secretário Municipal de Saúde de Rio das Ostras, que durou cerca de quarenta dias, Marcelino da Farmácia, atual prefeito havia prometido tirar Rio das Ostras da UTI em cento e vinte dias, mas foi impedido de continuar no cargo pelo então Alcaide Carlos Augusto Balthazar, não se sabe ao certo se por ciúmes ou medo da sombra com vistas a 2020 que levou a desprestigiá-lo tanto em tão pouco tempo, a ponto de Marcelino ter sido obrigado a pedir pra sair e a sua saída lhe rendeu tantas cobranças e indagações a ponto que na campanha para prefeito para o atual pleito a InterTV  em uma entrevista tendenciosa o culpou pela não abertura da UPA do município, obra do prefeito Sabino no ano de 2015 no seu terceiro  e desastroso mandato.

Prefeito de Rio das Ostras Marcelino da Farmácia-Foto: De Olho em Rio das Ostras.

Marcelino da Farmácia engoliu a seco a vontade de fazer alguma coisa de muito importante para a saúde do município, abrindo mão do secretariado e voltando a sua vida como o vereador mais votado de Rio das Ostras com 2.630 votos na Câmara municipal e aí veio a justiça que através do Supremo Tribunal Eleitoral que cassou o então prefeito Carlos Augusto Balthazar em 10 de abril por abuso de poder público e político bem antes do que esperava Marcelino da farmácia viu uma luz no fim do túnel e concorreu ao cargo majoritário do município e ganhou pela grande maioria dos votos válidos co 24. 179 votos na eleição suplementar de 24 de junho de 2018, renascendo assim a vontade de fazer muito mais pela cidade e desta vez com mais força por ter desta vez o poder como prefeito e não só com o limite de um Secretário.

Para se ter uma ideia do que poderá ser feito esse ano até o orçamento para a saúde é um dos maiores dos últimos anos:
Em 2017 o orçamento foi de cento e doze milhões e quatrocentos e cinquenta e sete reais; Em 2018 foi de cento e doze milhões seiscentos e cinco reais e em 2019 é de cento e dezenove milhões, quatrocentos e sessenta e seis mil e duzentos e quatro reais.

Muita coisa já foi feita na saúde em apenas sete meses de sua gestão e tem muito pra se fazer como todo mundo sabe, mas como sabemos não existe mágica quando se trata de gestão e sim muito trabalho pela frente diante do caos que gestões passadas deixaram a saúde do município chegar ao ponto que chegou, ou seja, chegou a um dos piores pontos de degradação até ocupar um lugar na UTI.

Falta de Remédios Básicos na Farmácia Popular.

Quanto tempo a farmácia popular ficou sem remédios deixando em falta o atendimento básico, que por lei não poderia faltar, como é caso do Programa do Governo Federal HIPERDIA?

Falta de Exames básicos na Cidade.

Quantos meses a cidade ficou sem exames de laboratório (sangue, fezes, urina entre outros), mamografia, radiografia, eletrocardiograma e outros no final do governo Sabino e no início do governo de Carlos Augusto Balthazar?

Falta de Transporte para Procedimentos fora do Município.

Quantos deixaram de fazer algum exame ou procedimento médico fora do município por falta de combustível e quando tinha os pacientes tinham que se dirigir na madrugada á dentro até a rodovia para esperar veículo, correndo risco de ser assaltado e na volta eram deixados no mesmo local sem se importar com a condição do cidadão.

           O sacrifício para marcar uma simples consulta.

Não faz muito tempo que o cidadão tinha que chegar ainda de madrugada ao posto de saúde em determinado dia da semana, porque era assim que era, por exemplo: As segundas feiras era dia pra marcar o Clínico Geral e para isso chegavam muito antes de abrir o posto médico e esperavam a atendente com o número de senhas que seriam dadas naquele dia e o resto da fila voltava na semana seguinte, mais uma noite mal dormida e o coração cheio de esperança.

As imensas filas e brigas para marcação de exames de laboratoriais.

Para conseguir marcar um exame todos tinham que se deslocarem para o Centro de Saúde da Extensão do Bosque (antigo sal sal) ainda de madrugada e a rotina era a mesma esperar a lista com número de senha e o resto voltava pra tentar a sorte nos dias seguintes e depois esperavam 30 dias úteis pelo resultado.

Estes são alguns dos problemas de um passado muito recente e só quem não lembra são as pessoas que possuem planos de saúde ou aqueles que fazem oposição ao governo e frequentam médicos caros e clínicas chiques, mas o povo que sofre, sabe muito bem o que estamos falando, eu inclusive faço uso da rede municipal de saúde e por isso posso falar de cadeira.

Prefeito de Rio das Ostras Marcelino da Farmácia-Foto: De Olho em Rio das Ostras-RJ

Hoje Sete Meses Depois o Prefeito Marcelino da Farmácia Garante que Não vai Deixar a Saúde de Rio das Ostras ter uma Recaída.

-Serão restaurados todos os Postos de saúde e começou pelo Centro de Saúde Extensão do Bosque (sal sal) que teve a sua frente totalmente restaurada proporcionando uma melhor comodidade aos seus usuários.

-O atendimento do Pronto Socorro do Município agora está informatizado.

Farmácia Popular de Rio das Ostras-RJ-Divulgação.

-Depois de vários anos sem os remédios básicos principalmente do HIPERDIA, a Farmácia Popular, o pronto Socorro e o Hospital Municipal mantêm estoques abastecidos com vários tipos de remédios para atender desde o básico e a grande parte da demanda.

-Regularização de todos os exames laboratoriais, radiografias, Mamografias, Eletrocardiogramas entre outros.

– A prefeitura dispõe de transportes como ambulâncias e micro ônibus para transportar pacientes que precisem se locomover para fora do município em um total de 10 veículos, entre os próprios e os alugados.

-Todo e qualquer procedimento fora do município poderá ser marcado diariamente no COGA e as pessoas não precisam sair das suas casas, pois os veículos irão pegá-los em casa e deixá-los no mesmo local e em horário compatível com cada procedimento.

-Todas as marcações para consultas médicas e exames serão realizadas no horário de 11hs as 15h, exceto por enquanto as especialidades de Clínica geral e Ginecologista devido a falta ideal do número de médicos para completar o quadro.

Obs. O Postão do sal sal estará aberto aos sábados e domingos das 7h as 14h para exames pré operatórios.

-Até o mês de abril a Secretaria de saúde receberá mais quatro ambulâncias novas e serão dispensadas as que estão nos servindo na condição de locação.

-O elevador do Hospital Municipal será restaurado depois de vários anos de inatividade.

-Até o mês de agosto os postos de Rocha Leão e Cantagalo estarão interligadas a central via internet.

-A inauguração da UPA de Rio das Ostras não depende só da vontade do prefeito Marcelino da Farmácia e sim por questionamentos do TCE- Tribunal de Contas do Estado que está analisando todas as OSs (Organizações Sociais) para que não seja contratada uma empresa com problemas na justiça e espera-se que seja inaugurada até o próximo mês de outubro.

-Processos e Licitações que estão em andamento: UPA; Transporte (Van); Quiosques; Estacionamento Rotativo e Pátio Legal.

-O concurso de Agente Comunitário de saúde será elaborado e aplicado pela UFF que também será responsável pela seleção dos aprovados.

Entenda melhor a vontade de mudar a cara da saúde de Rio das Ostras de Marcelino da Farmácia nesta matéria quando da sua rápida passagem na secretaria de saúde de Rio das Ostras: https://www.deolhoemriodasostras.com.br/index.php/2017/02/06/o-secretario-marcelino-borba-promete-tirar-a-saude-de-rio-das-ostras-da-uti-onde-se-encontra-no-maximo-em-quatro-meses-com-muito-trabalho-de-sua-equipe/

 

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA